Movimento de Restauração: A Igreja de Cristo de Volta às Origens - Considerações finais

Considerações finais

Concluímos que o fenômeno restauracionista sempre esteve presente no meio cristão. Ainda no primeiro século, duas mensagens estão presentes inclusive nos textos bíblicos, o anúncio do evangelho aos que o desconhecem e o chamado à prática cristã primitiva aos que já se encontram no caminho.

Curioso é que todos os seguimentos são unânimes quanto à necessidade de restauração, os conflitos se dão quanto à profundidade dessa restauração. Lutero desejou uma restauração, a seu ver, intensa. Porém, Zwínglio entendeu que deveria ir além. Os anglicanos buscaram uma restauração do cristianismo na Inglaterra, porém os puritanos foram além.

O que vimos é que a diferença entre o Movimento de Restauração de Campbell- Stone e os demais movimentos anteriores é que esse movimento tenta restaurar o cristianismo primitivo e, ao mesmo tempo, manter a unidade cristã. Talvez seja a primeira vez na história que um movimento traz para o debate o tema da unidade cristã na liberdade. Havia o discurso da unidade da igreja oficial, mas mantido à força.

Entendemos que o sistema congregacional independente proposto pelo Movimento de Restauração amenize os conflitos no mundo cristão, já que cada unidade congregacional tem autonomia para definir qual o grau de restauração que deseja implementar, sem que tenha que romper com as demais.

Com relação à unidade, o movimento não conseguiu seu ideal máximo que era a não divisão, porém se mostrou mais resistente às divisões que outros seguimentos, quando foi colocado à prova nos momentos críticos, como o surgimento do movimento pentecostal e intensa pressão dos movimentos de igrejas em células.

Todos os movimentos como os da Reforma Protestante, Tradição Reformada Puritanos, deram sua contribuição para restaurar aspectos do cristianismo que haviam se corrompido. A história continua, outros movimentos surgirão e o cristianismo estará novamente no meio de controvérsias e ao final se sai sempre fortalecido e o resultado do debate acaba beneficiando o ser humano como um todo.

A Igreja de Cristo no Brasil busca resgatar a mensagem de Stone e Campbell co m relação à autoridade bíblica, a liberdade e unidade cristã. Ao contrário de outros movimentos que chegam organizados e com uma orientação e administração centralizada, o Movimento de Restauração chega de diversas congregações, se estabelece e, posteriormente constrói a unidade.