David Sanders, uma história... - XIX – Por que o Brasil Central

XIX – Por que o Brasil Central

Quando estive na Faculdade Johnson, tinha lá, numa grande parede, um lugar de passagem subindo a escada para a sala de aula, um grande mapa do mundo: E lá estava o Brasil. Também ali, marcadas, as capitais federais de todos os países. E, no centro do Brasil, estava marcado: “Futura Capital Federal”*.

Aquilo, como disse Machado de Assis: “Fixou em minha mente, uma ideia fixa” – isso de eu vir para o Brasil Central. Além de que, deve ser – eu pensava – o lugar onde vai ficar muita gente, futuramente, não é?! – a Capital Federal, e dali seria possível influenciar o país todo, por começar do centro.

Então lá, e com esta ideia em mente, de vir para o Brasil Central, e como ainda não existia, na época, a Capital Federal, vim para Goiânia, capital de Goiás. Ainda pequena e nova, de treze anos, se não me engano.

Ficamos três meses no Rio para esperar a bagagem, que aproveitamos para estudar e conversar com o pessoal. Na pensão, havia um jovem que falava inglês. Conversávamos com ele sobre a nossa vinda pra cá, e estranhou, perguntando por que eu queria ir para o Brasil Central, se tinha tantas pessoas no Rio de Janeiro, que lá em Goiás só tinha índios...

Difícil de explicar uma visão – não é?! – mas falei-lhe que eu tinha que vir pra cá.

*Grande probabilidade de tratar-se de uma visão, já que bem improvável naquela época tal marcação no mapa.