David Sanders, uma história... - XXXVII – A Mudança Cultural

XXXVII – A Mudança Cultural

Senti saudades dos EUA? Nos primeiros anos pode ser que senti, mas não fiquei consciente do fato, do que talvez estivesse acontecendo.

Em tudo foi – como posso dizer – uma barreira para enfrentar o susto.

Lembro que tive algumas experiências dolorosas, outras, naturais. No tempo do Natal, quando senti falta das igrejas americanas, isso me deixou um pouco triste, ficava, às vezes, de mal humor.

Mas acho que, depois de mais tempo, senti a transição, o tempo de transição, talvez da falta de família e amigos. E, tanto Dona Ruth como eu, não temos tido sustos emocionais desta natureza.

Sinto que não ocorreram tão grandes coisas, mas estivemos e estamos sempre preparados para resistir a qualquer sentimento emocional... E, por fim, idealmente, temos tentado ser mortos para as nossas emoções. O que, realmente, é estar mortos para nós mesmos, não é?!

Se tivemos (e sem dúvida tivemos) nem percebemos, nestas épocas como Natal, aniversários, que tenho procurado não preocupar, nenhum tipo de depressão. Não estou me lembrando de incidentes destes.