David Sanders, uma história... - XXXX – Importância da Auxiliadora

XXXX – Importância da Auxiliadora

Uma grande coisa é a importância da esposa. Graças a Deus, tem sido uma esposa muito fiel, de muita fé. Creio, por causa da sua experiência familiar, crente de terceira geração, neta e filha de pastor, uma família toda de obreiros. Ela teve aquela fé de grande firmeza, para enfrentar os problemas da época: vida pastoral, transcultural, problemas financeiros, problemas de saúde e o falecimento de uma criança.

Enfrentamos também dificuldades, como quando uma vez fomos roubados e não sabíamos o que fazer. Mas, naquele tempo, já ganháramos alguns amigos na cidade, e um vendedor, um árabe de boa causa, vendedor de frutas e legumes, que chegamos a conhecer bem, nos emprestou algum dinheiro para passar o mês, porque não havia jeito de comunicar rápido aos EUA, que não tínhamos nada – não é?! – nem ainda uma conta bancária. Havia menos de um mês que estávamos aqui no Brasil, quando isso aconteceu.

Recebi o salário em um dia e, no outro, estava roubado. Eu senti que era certa pessoa, mas não...

Assim, tivemos várias experiências de problemas, dos quais temos sido livres.

Então, graças a Deus por minha esposa, que tem sido tão fiel, e cooperado muito em oração e firmeza. Acertando os problemas da vida, e da comida, com a qual teve dificuldades nas primeiras semanas.

Certa vez, serviram arroz com camarão, e este camarão parecia um bicho da terra que temos lá nos EUA, com a qual os irmãos dela a assustaram muitas vezes. Este bicho, uma espécie de verme que passeia pelo chão, é branquinho e tem a cabeça cor de laranja... E ela comeu aquele arroz com camarão e ficou doente. Terrivelmente doente, porque as emoções, parece-me, operaram nela.

Fomos procurar um médico, não achamos, e ela estava sofrendo muita gastrite. Pensamos em um fortificante, em alguma coisa, e saímos para achar uma farmácia. Mas, nem sabíamos falar a língua para perguntar, e ficamos tentando olhar a palavra farmácia.

Mas, passou, e ela nunca mais gostou de camarão, desde aquela época... Deu um susto em Dona Ruth.

Agora os filhos, estão lutando na fé do Evangelho e, duas filhas, estão aqui no Brasil procurando servir no Serviço Social* e na Igreja. Um filho está na América do Norte, passou uma temporada na Marinha e agora trabalha com computadores. Está como diácono e professor da escola dominical de sua igreja.

* O projeto Integral Pró-Vida, EQS 305/306, prestando trabalhos de apoio às crianças, idoso e desassistido em geral.